O presidente da Associação Viver Mais, Lázaro Quichinari realizou esta semana um balanço das ações, realizadas pela a entidade durante o ano de 2019. A instituições executa projetos sociais direcionada para crianças, adolescentes de famílias de baixa renda, oferecendo Tarde de Lazer sempre no último sábado de cada mês, além de doação de cestas básicas. Ao Sistema Gurgacz de Comunicação (SGC), Lázaro Quichinari disse que mais de 1.5 mil pessoas foram beneficiadas pela a instituição direta e/ou diretamente pela a instituição.

Criada há pouco mais de dois anos, tendo no seu quadro pessoal presidente, vice-presidente, secretário e tesoureiro, a Associação Viver Mais funciona atualmente em sede provisória, localizada na rua Grécia do bairro Jardim das Seringueiras, segundo distrito de Ji-Paraná. “Todo começo requer bastante sacrifício, mas, vale muito quando o propósito é ajudar o próximo” declarou Lázaro Quichinari. Ele lembrou que a entidade já conta com estatuto, CNPJ e já cadastrada em vários órgãos públicos. “Agora, estamos nos organizando para se cadastrar no Sispar”, afirmou.

Sobre as dificuldades, o presidente disse que a maior delas é a falta de transporte, ou seja, a entidade ainda não conta com um veículo próprio para melhorar a realização das atividades, em especial nas organizadas fora do bairro.

Tarde de Lazer

Sobre a principal ação da instituição, Tarde de Lazer, o presidente disse que a ação é realizada no último sábado de cada mês, sempre em um bairro diferente, e visa, conscientizar a criança/adolescente a se prevenir contra as drogas, alta mutilação, e principalmente, o suicídio. Durante toda tarde, a entidade oferece aos presentes, palestras, dança, teatro, pipoca, sucos, algodão doce, cachorro quente entre outros.

Campanha do Alimento

A última ação da entidade foi realizada entre novembro e dezembro, com a Campanha do Alimento, coletada de pessoas da sociedade nas portas de supermercados. O resultado, foi uma arrecadação superior a 500 quilos de alimentos, não perecíveis, transformadas em cestas básicas entregues para 22 famílias, devidamente cadastradas, e outra parte, na ação da Marmita Solidária.

Autor:

Jornal,

Diário da Amazônia