No Brasil temos vários e diversos modelos tributários empresariais e é comum que em alguma época da existência  de uma instituição, ela migre de um sistema para o outro.

Se hoje tem uma microempresa (faturamento até 360 mil) ou uma pequena empresa (até 4,8 milhões) e passa por dificuldades na sua organização uma boa alternativa é migrar para MEI, pois pagará menos impostos e a burocracia é infinitamente menor, ambas podem aderir ao Simples Nacional e a principal diferença está no faturamento (81 mil). Quem quiser fazer a transformação em sua empresa saiba que e a migração só pode ocorrer nos meses de janeiro, até o dia 31/01 de cada ano, e é muito fácil de fazer. Para dar início ao processo basta acessar o site da Receita Federal e clicar em “Todos os Serviços”, no menu “SIMEI Serviços”.

No menu “Serviços disponíveis” aparecerá a opção “Solicitação do Enquadramento no SIMEI” logo o “Código de acesso”. A migração de microempresa para MEI é concluída em até 48 horas. Se tiver dificuldades em fazer o processo, procure o Simpi, que lá faz para você. 

Autor:

Assessoria