O Ministério Público de Rondônia, por meio da 37ª Promotoria de Justiça, obteve na manhã da última quarta-feira (1º/9) a condenação de Maick Delgado Leite a 18 anos de reclusão, pelo assassinato da ex-companheira Victoria Gandis Dias. No julgamento, todas as teses apresentadas pelo MP foram acatadas pelos jurados, o que levou o réu à condenação por feminicídio.

O Júri teve a atuação da Promotora de Justiça Lisandra Vanneska Monteiro Nascimento Santos e foi acompanhado por familiares da vítima. O caso teve grande repercussão na cidade de Porto Velho.

Victoria Gandis Dias foi morta com quatro tiros de arma de fogo, disparados por Maick Delgado Leite, na noite do dia 21 de dezembro de 2018. Inconformado com o término do relacionamento, o réu buscou a jovem na casa de um tio e levou-a para um motel, onde praticou o assassinato.

Maick e Victória haviam vivido em união estável, havendo registros testemunhais de perseguições, ameaças e agressões sofridas pela jovem.

O crime de feminicídio é um grave problema que assola a sociedade atual. A condenação é uma resposta não apenas aos familiares da vítima, mas a toda a população”, afirmou a Promotora de Justiça.

Autor:

Assessoria